Palestras
 
InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Registrar-se
Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Fórum
Chat
Últimos assuntos
» Ajuda Mútua - Uma forma simples de ganhar dinheiro
Ter Maio 22, 2012 2:12 am por Fog

» Os girassóis e nós.
Ter Jan 10, 2012 6:32 am por carine

» Missa Canção Nova 20/111/2010
Seg Nov 22, 2010 2:51 pm por regina

» Não Percam hoje Padre Fábio no programa Todo seu
Sex Nov 19, 2010 2:51 pm por regina

» NOVO LIVRO DE PADRE FABIO!
Qui Nov 18, 2010 3:46 pm por regina

» Programas de 2010
Sab Nov 13, 2010 12:33 pm por regina

» DVD ILUMINAR
Sex Nov 12, 2010 1:27 am por regina

» Show Padre Fábio em Ilhéus dia 05/11/2010
Dom Nov 07, 2010 4:48 pm por regina

» Show em Aparecida 10/2010
Sex Out 15, 2010 12:23 am por regina

Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Patrocinadores
Musica

marcas do eterno - Fabio de Melo

Compartilhe | 
 

 ALQUIMIA DA DOR

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
regina
Admin
avatar

Mensagens : 981
Data de inscrição : 04/08/2008

MensagemAssunto: ALQUIMIA DA DOR   Dom Ago 31, 2008 12:17 am

ALQUIMIA DA DOR
Hoje nós temos a alegria de ter duas leituras que acabam sendo um complemento de toda a reflexão que fizemos pela manhã. Quando nós dizíamos que a configuração ao Cristo que acontece em nós por força do Espírito Santo não é apenas a prática de uma religião infértil, não é apenas seguir um ritual religioso, mas, sobretudo é a gente descobrir que a nossa identidade sofreu modificações.
É tão fácil a gente cair na religião do mito – Jesus já nos alertava o tempo todo para o culto dos ídolos – e a idolatria é um dos principais problemas religiosos no mundo. Esse é um risco que todos nós corremos, quando a nossa admiração por alguém, ou por uma pessoa se torna essencial, colocada acima, em termos de importância do que aquele que a pessoa anuncia.
Decepcione-se comigo, mas que a sua decepção comigo não seja uma decepção por Aquele a quem eu anuncio. Decepcionar com o humano, porque é frágil, tem sono, fica mal-humorado, tudo bem, mas não confunda a minha pessoa com Aquele a quem eu anuncio.
Temos que viver uma religião que seja capaz de mexer com as estruturas da nossa consciência, a ponto de nos fazer acordar para tudo aquilo para o qual nós dormíamos e que não sabíamos que existia dentro de nós.
Já estávamos inconscientes e acostumados com o nosso jeito ciumento de amar, jeito ciumento de possuir as pessoas, achando que isso era amor; eu já era desonesto nas pequenas coisas e já estava acostumado. Até que um dia uma palavra profética varou as estruturas da minha vida e me incomodou.
Uma palavra profética tem o poder de fazer algo, de acordar os surdos e aqueles que estão dormindo e que já não escutam mais nada, num sono letárgico, ou até mesmo num cumprimento de rituais inférteis que já não servem de nada para a nossa salvação.
É a continuidade da Santa Missa que nos salva, é a história que fica diferente em cada comunhão comungada, cada mesa partilhada, cada confissão realizada, é o que se segue dali que nos salva. O sacramento não é a mágica de um momento, mas é a continuidade da vida que vai sendo incorporada, porque o sacramento aconteceu em mim.
É disso que Jesus fala: “Não venha me dizer o que você fazia antes, não me importa o que você fazia. Importa-me o que você era. O que faz diferença para mim é o quanto a minha Palavra conseguiu transformar o seu coração a ponto de transformá-lo numa pessoa melhor”. De você olhar para trás e dizer: “Antes eu era assim, e pela força da Eucaristia, do Evangelho, do terço, eu mudei” – todas as manifestações religiosas que você pode ter e viver. Você percebe que a sua vida não é mais a mesma, porque você mudou o seu jeito de pensar, modificou o seu jeito de ser.
A religião que Jesus quer de nós é esta: que você fixe os olhos céu, que você busque o céu.
Quer saber o que vai lhe causar dor? Descubra o processo de saber como educar. Nós somos capazes de seguir uma regra a partir do momento em que a conhecemos. O Deus que nós anunciamos não é uma ameaça.
Se cada um de nós hoje tivesse a oportunidade de contar o que passamos, de escrever a nossa história, tudo o que tivemos de suor, sofrimento e sangue, não teria editora suficiente para tantos livros. Alegria é plantada na dor. Descubra as cicatrizes da sua alma, e saberemos o quanto você é feliz a partir delas.
Nesse calvário, você tem duas opções: ou esquece o peso da cruz ou olha que tem um Cirineu do seu lado. Religião que só nos mostra a cruz é uma religião infértil, porque eu não sou filho do calvário, eu sou filho do Ressuscitado - e quem eu anuncio sempre é o Ressuscitado.
O tempo do erro dentro de nós
“A sabedoria consiste em nós descobrirmos um jeito que existe de fazer com que os nossos erros demorem dentro de nós apenas o tempo necessário para que a gente aprenda com eles, depois ele se torna um peso morto. A sabedoria consiste em nós fazermos a limpeza da alma todos os dias antes de ir dormir pra que a gente não vá com os excessos daquilo que não presta mais. O que cada vez mais eu me convenço, minha gente, que a infelicidade ela entra em nosso coração é quando a gente começa a alojar dentro de nós o que já deveria ter ido embora há muito tempo. Eu como padre, eu fico o tempo todo ouvindo os erros que as pessoas gostam de contar pra gente, para receber uma absolvição ou quem sabe até mesmo para aliviar a um pouco a consciência, da certeza que fez errado e de alguma culpa que por ventura possa ficar e cada vez mais eu acredito que o erro só pode durar o tempo em que ele precisa nos ensinar alguma coisa. Por isso que no final do ano, é uma boa oportunidade que a gente tem de fazer a contabilidade da alma, ao longo deste ano você cometeu erros graves, erros médios e eu não sei o que você fez com eles, eu não sei onde eles foram parar dentro de você mas uma certeza eu tenho: é tentação minha e sua fazer com que esses erros continuem dentro de nós através de uma palavra chamada culpa que nos massacra, que nos machuca aos poucos, eu gosto de dizer de cada vez que eu absolvo o pecado de alguém através daquela fórmula “eu te absolvo dos seus pecados em nome da Pai, do Filho, do Espírito Santo”, por trás dessas palavras a gente como padre diz outra, que você não pode ouvir mas que os meus olhos têm que te comunicar, atrás dessa frase eu estou na verdade é tentando lhe convencer que você volte a gostar de você, que você volte a cuidar de você, que você volte a se amar, e que você se reconcilie com seu erro, dá um jeito nele aí, eu não tenho como entrar aí dentro no seu coração e modificar o que você fez e você nem tem o poder de modificar muito a vida mas então deixe que a vida
Deixe que ele permaneça aquele tempo do aprendizado para que você olhe pra ele e descubra o que ele está te ensinando hoje. Que Deus lhe derrame essa graça de você jogar fora todos os erros que já te ensinaram alguma pra que eles não se tornem peso na sua alma. Olha, o erro que demora dentro de nós corre o risco de nos fazer desistir, mas não desista. Você é jovem demais pra desistir, você não viveu quase nada ainda pra querer desistir, se Deus ainda não desistiu de você quem sou eu pra desistir agora.”

Padre Fábio de Melo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://padrefabiodemelo.forumbrasil.net
 
ALQUIMIA DA DOR
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Padre Fábio de Melo :: Forum :: Palestras-
Ir para:  

marcas do eterno - Fabio de MeloForumeiros.com | © phpBB | Fórum grátis de ajuda | Assinalar uma queixa | Fórum grátis